Carregamentos clandestinos de frango são autuados pela Sefaz

Mais de 7 mil aves eram transportadas sem documentação fiscal; ações ocorreram em sete municípios

e99733dd28511f6c3374da0dd85253f3_L
Mercadorias foram identificadas em seis caminhões e só foram liberadas após regularização do ICMS e pagamento de multa. Ascom/Sefaz

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) divulgou, neste domingo (10), os resultados de mais uma operação contra a entrada de frango clandestino no Estado, realizada entre sexta-feira (8) e sábado (9), durante a madrugada. A ação, desenvolvida em sete municípios resultou na autuação de carregamentos com mais de 7 mil aves sem documentação fiscal.

As mercadorias foram identificadas em seis caminhões e só foram liberadas após regularização do ICMS e pagamento de multa. Nesta etapa, os municípios contemplados pelas equipes de fiscalização foram Quebrangulo, União dos Palmares, Santana do Mundaú, Messias, Cajueiro, Pilar e Atalaia.

Ações deste porte, planejadas pela Chefia de Operações Estratégicas, buscam criar, nos alagoanos, a percepção da presença ativa do Fisco nas ruas em defesa do bom contribuinte.

Segundo o superintendente da Receita, Francisco Suruagy, a entrada de frangos clandestinos se dá, principalmente, pelas divisas com o estado de Pernambuco e prejudica, com a irregularidade fiscal, a concorrência alagoana.

“Com estas operações buscamos preservar a justa e leal concorrência, por meio da regularização do mau contribuinte. Ao mesmo tempo, estamos evitando a entrada de mercadorias que possam afetar a saúde dos alagoanos por problemas sanitários”, ratificou.

Além das aves irregulares, a Sefaz também autuou veículo transportador de mercadorias variadas que havia “furado” a fiscalização do posto fiscal momentos antes.

Sâmia Laços – Agência Alagoas